segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Marco Luigi Reserva Malbec 2009


Mais uma das minhas provas dos vinhos nacionais...

Desta vez escolhi um tinto produzido pela vinícola Marco Luigi (www.marcoluigi.com.br) utilizando a usa ícone da Argentina, a Malbec.

As vinhas são condizudas em sistema de espaldeira simples, com produção máxima de 3,5 Kg por planta e no final o vinho passa 8 meses em barricas de carvalho antes de ser engarrafado e liberado para venda.



O Vinho: Marco Luigi Reserva

Safra: 2009

Uvas: 100% Malbec

Preço Médio: R$ 27,50

Comentários:

Na taça mostrou uma coloração vermelho rubi, brilhante, límpido e translúcido, com aura puxada para o rosa.

No nariz apresentou aroma de média intensidade e média persistência, que lembravam frutas vermelhas maduras com notas de especiarias, herbáceo, geléia de frutas, frutas frescas e um finalzinho adocicado, muito parecido com os malbecs argentinos.

Na boca mostrou um corpo médio com taninos suaves e acidez correta, álcool bem integrado no conjunto e algumas notas adocicadas. Deixou um bom retrogosto frutado.

Deixou também o fundo da taça com notas de frutas frescas e um toque herbáceo.

Na minha opinião esta é uma boa surpresa vinda do sul do país.
Particularmente nunca havia provado um Malbec nacional, mas fiquei bem contente com o resultado obtido. Um vinho equilibrado e que vale a pena ser provado.

7 comentários:

Anônimo disse...

QUAL FOI O ACOMPANHAMENTO?
SDS VÍNICAS
FERNANDO SAMPAIO

O Tanino disse...

Olá Fernando,

nesse dia o acompanhamento foi normal, nada de complicado, arroz, feijão, bife e batatas fritas...

Obrigado pelo comentário!

Cris disse...

Descobri o blog por acaso, nas pesquisas sobre vinhos, especialmente, vinho e música. Eis que me deparo, exatamente, no seu post.
Pois é! Estou aqui com um maravilhoso Marqués de Tomares que ganhei no meu aniversário e me questionei sobre uma música para acompanhamento. Que música vc sugere?
Parabéns pelo blog. Passarei a seguí-lo.
Ana Cristina

O Tanino disse...

Olá Cristina,

inicialmente agradeço o contato e a mensagem.

Bom, Marques de Tomares é um belo vinho...não sei que tipo de música voce gosta, mas particularmente eu deixaria a sala com uma luz indireta e colocaria o disco Dark Side of the Moon, clássico do Pink Floyd...ou então o Amonia Avenue, do Alan Parsons Project......

Depois me conta oque voce estava ouvindo quando abriu o vinho!

Um abraço

Jean

Cris disse...

rsrsrsrs...adorei a sugestão. Sou fã do pink floyd. Mas posso adiantar pra vc que na minhas músicas para acompanhamento vou acrescentar Leonard Cohen: Dance me to the end of love, entre outras. Que me diz?
abçs e obrigada pela dica.

Papillon disse...

Caro Tanino, acabo de abrir uma garrafa deste vinho e minha analise foi muito semelhante, adorei o vinho pelo preço muito evoluído e distinto das bombas alcoólicas na mesma faixa de preço dos nossos hermanos. Será sem dúvida repetido.

O Tanino disse...

Olá Cris, confesso que pelo nome não conheço essa música, mas vou procurar para ouvir........mas sinceramente, ainda sou a favor do Pink Floyd....hahahaha

Papillon, Com certeza este vinho não é umas daquelas bombas alcoólicas.....também gostei muito dele....
obrigado pelo comentário!

Jean